Educando com amor: como ajudar seus filhos a desenvolver autonomia.

escovar os dentes

Presenciar uma criança organizando seus brinquedos, servindo um prato de comida, trocando de roupa, tomando banho, dentre várias outras atividades, é muito interessante, pois podemos notar o quanto se envolve, buscando várias tentativas e estratégias para conseguir o que deseja.

No entanto, é comum observarmos pais que por amor acabam superprotegendo as crianças, deixando pouco espaço para  que cresçam e tornarem-se independentes. Algumas  vezes, os pequenos até manifestam a vontade de fazer por si só, mas os adultos não permitem.

As facilidades proporcionadas por alguém que os acompanha o dia todo, fazendo todas as suas vontades, pode atrapalhar o desenvolvimento das crianças, fazendo com que se acostumem à situação cômoda de receber tudo nas mãos ou de sempre ter alguém para fazer tudo, tornando-as desinteressadas ou deixando-os inibidos e sem coragem para tentar e arriscar.

Além disso, no dia a dia as crianças são convidadas com frequência para passear na casa de amigos, irem a festinhas de aniversários, ao cinema, onde irão precisar de certa independência. Quando não a possuem, podem manifestar insegurança para saírem sozinhas de casa.

É importante que os pais permitam que, aos poucos, as crianças realizem algumas atividades de sua rotina com certa independência, tais como tomar banho, arrumar o material escolar, guardar brinquedos, vestir-se sozinhas, etc. O ideal é que quando as crianças forem realizar uma atividade que exija maiores cuidados, estejam acompanhadas de um adulto, que vá orientando passo a passo, até que consigam fazer sozinhas.

Para aprender uma nova habilidade, como escovar os dentes ou arrumar a mochila para a escola, os pais devem supervisionar inicialmente, orientando e mostrando o passo a passo, mas não fazendo pela criança. A medida que a criança vai aprendendo e sentindo-se mais segura, os pais podem diminuir gradativamente o nível da orientação.

Muitas vezes, é difícil ver os filhos errando ou tendo dificuldade em realizar alguma tarefa, mas é de fundamental importância para o desenvolvimento das crianças que os pais tenham paciência e lhes permitam enfrentar desafios, para que no futuro possam ser mais seguros e independentes.

Algo que também pode ajudar bastante do desenvolvimento da autonomia e independência das crianças é dar a elas pequenas atividades e responsabilidades na rotina da família. Exemplos simples são colocar a roupa usada no local correto, guardar os brinquedos diariamente, arrumar a própria cama, ajudar a tirar a louça da mesa, entre outras atividades. Importante lembrar que o nível de dificuldade da atividade varia de acordo com a idade, assim como a necessidade auxílio e supervisão dos pais.

Os filhos caminham para onde os pais lhes permitem ir. Não esqueça de permitir que seus filhos cresçam com autonomia, mas lembre-se, quando falamos de crianças, o desenvolvimento da independência, autonomia e segurança caminham juntos com suporte e afeto da família.

_

Post feito pela nossa Psicóloga Ana Carolina Girão Romero. CRP-11/05928